Ícone Marca
  85 3086-0692     85 99846-2003           



Segurança e saúde do profissional de odontologia

  01/06/2016
  Atualizado em 19/01/2019



Na sala do cirurgião-dentista, não é apenas a segurança e a saúde do paciente que estão em jogo. O profissional também precisa de atenção. Diante disso, é preciso estar atento à aplicação de medidas de biossegurança. Os protocolos estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) preveem os procedimentos a serem adotados para evitar o contágio de diversos tipos de doenças.

 

Alguns desses procedimentos são: o uso de equipamentos de segurança individual (EPIs), atividades de esterilização e desinfecção de ferramentas de trabalho e imunização contra doenças. E vale ressaltar. Os EPIs irão atuar na redução do contato com secreções corporais, como sangue e saliva.

 

Entre os principais equipamentos estão luva, máscara, óculos de proteção, gorro e jaleco. “O uso de EPI é indicado durante o atendimento ao paciente, no reprocessamento dos artigos e nos procedimentos de limpeza do ambiente”, diz a Dr.ª Samara Valêncio, cirurgiã-dentista especialista em Odontologia do Trabalho e Saúde Coletiva.

 

Para a Dr.ª Lusiane Borges, cirurgiã-dentista e biomédica especialista em Microbiologia, Epidemiologia, Prevenção e Controle de Infecção, os processos de esterilização, ao contrário do que se pensa, não dependem apenas da autoclavagem. “Algumas etapas importantes, como lavagem e embalagem, muitas vezes são negligenciadas por ignorância do protocolo e inviabilizam todo o processo. E sabe-se, atualmente, que a etapa da limpeza é a mais importante”, explica. Veja mais sobre esse e outros assuntos no jornal da ABO.

Fonte/Autor: Associação Brasileiras de Odongologia.






Endereço   (ver mapa)Avenida Senador Virgílio Távora, 1500 - Sala 206
Ed. The One Tower - Aldeota
Fortaleza/CE - CEP 60150-150
WhatsApp   (85) 99846-2003
Telefone  85 3086.0692
Redes sociais


© 2021 Delano Maia Odontologia - A maior expressão da sua felicidade
Inatto